05/07/10

Vou gostar de te ver a baixar os ombros e veres que depois de amanhã já não existe nada que possas fazer para que o um só se dê por satisfeito assim.. de mãos limpas e coração mal cheio. Só tu deitado na areia a sorrires que nem um louco a dar por contente a noite que levas e o dia que desprezas.

1 comentário: