25/09/10

Vou meter-te hipoteticamente no meu bolso, tomar conta de ti, levar-te para casa e adormecer no teu colo com uma mão colada ao teu peito. Como da última vez, sabes? Curiosamente faz hoje sete dias.
Como de embaraço deixámos tanto por fazer, enquanto não nos salta da garganta o que de muito tenho ainda para te dizer, pode ser que a coragem que muito serve de apego ao nosso companheirismo me leve num tele transporte até ti o mais rápido possível. Sei que é um sentimento que ainda está em fase de crescimento mas a sua evolução tem sido de tal modo exorbitante que se continuar assim não sei onde é que isto vai parar, nem quero saber.

7 comentários:

  1. "Vou meter-te hipoteticamente no meu bolso, tomar conta de ti, levar-te para casa e adormecer no teu colo com uma mão colada ao teu peito." Adorei esta parte *.*

    Obrigada :$
    As certezas são mesmo um dos nossos alicerces.

    ResponderEliminar
  2. gosto da última frase, "assim não sei onde é que isto vai parar, nem quero saber." é assim mesmo!

    ResponderEliminar
  3. Adorei e estou a seguir (:

    ResponderEliminar
  4. o pior é que eu não consigo escrever NADA daí o meu pedido de ajuda,entendes?

    ResponderEliminar
  5. por mim qualquer um serve,s. tenho é de fazer isto até quinta á noite,'tou feita :(

    ResponderEliminar