14/05/10

A procura da verdade é uma monotonia. Poder sobre poder, somos nós. Partimos para o outro lado da questão e existem várias forças a combater as nossas e sim chegamos a perde-las no mais desastroso momento. Admito que as culpas foram maior parte das vezes todas minhas mas, sei e vivo reciprocamente à espera do dia em que possa dizer, é contigo que eu quero acabar e sentir sempre aquele formigueiro corrente que me consome de uma ponta à outra o corpo.
Seria pedir muito ter coragem para agir inconscientemente e cair nos teus braços ?

Day 16, a song that you listen to when you’re sad


9 comentários:

  1. lindo, lindo, lindo (:
    tu superas qualquer espectativa baby :$

    ResponderEliminar
  2. pedir coragem? só a ti, só assim te deixo cair onde quer q fiquem esses braços

    ResponderEliminar
  3. vou contar no meu relógio as horas q vais levar a passar estes desabafos a palavras faladas. anda, começa por vestir um agasalho q está frio lá fora

    ResponderEliminar
  4. só no sapato? diria q há mt mais q isso a prender-te..

    ResponderEliminar
  5. É pedir muito, nós, humanos, somos assim, conscientes. Mas quem sabe nessa consciência não caias na mesma nesses braços... Que é dessa força de acreditar? Deixa-te cair, deixa-o apanhar-te (L)

    ResponderEliminar
  6. Às vezes era tão bom ignorarmos o pensamento e agirmos como nos diz o coração. Sem pensar nas consequências. Seríamos bem mais felizes, estou certa (:

    ResponderEliminar
  7. Gostei muito Sara :)

    ResponderEliminar