08/04/10

Parece que foi ontem. Aliás, não existe mais nada neste instante senão reaver tudo de uma vez. Saber que as coisas mudaram, onde a transformação foi óbvia, e apesar de temida o resultado final, é uma história com muitos contras mas ultrapassada com muitas vontades. Volta rápido. Resume-se, a uma ânsia, que morde conforme os tempos, e introduzo que, sem ti não é a mesma coisa, nunca mais há-de ser. Por muitas contrariedades, interpreto-as todas como uma forma de concluir tudo isto numa só frase:
és demasiado tudo, só preciso de ti, de sermos o que somos
.

22 comentários:

  1. Ola, boa tarde :D
    eu queria pedir uma coisa, tenho uma amiga, que se juntou a nós no blogger, mas como todos nos no inicio não temos muito seguidores nem comentários, se podem-se passar por la, para dar a vossa opinião, eu e ela agradecíamos.
    Beijos e obrigada :D

    [http://marasuzette.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. sinto exactamente o que escreves-te, está absolutamente real. fantástico!

    ResponderEliminar
  3. WOW, amei o que li *.*
    vou seguir (;
    beijinho ªª

    ResponderEliminar
  4. hm, estranho :o
    será que pdoes tentar mais tarde? :$

    ResponderEliminar
  5. ahah, obrigada baib ;)
    sempre bem-vinda, já sabes :b

    ResponderEliminar
  6. está muito bonito (:*

    ResponderEliminar
  7. ADORO o post e a foto está linda $:
    Eu também gosto muito dessa frase ;$

    ResponderEliminar
  8. Oh, antes de mais, obrigada pelo teu comentário :')
    Não pude deixar de reparar que escreves mesmo bem :) Parabéns! Gostei *-*

    Beijinho.
    Rita f.

    ResponderEliminar
  9. gira sempre à volta da minha vida.. (:

    ResponderEliminar
  10. Oh, acredita que escreves mesmo bem *-*
    Que querida, obrigada :'D
    Vou também seguir o teu cantinho (:

    Beijinho.
    Rita f.

    ResponderEliminar
  11. O arrependimento vai ser bastante tarde, acredita ao pé dele não vai haver mais cabeças baixas, e pequenos sorrisos :)
    Pra ele vai estar sempre tudo bem da minha parte.
    E obrigada por tudo :)
    Sabes?
    Tou a tentar ser feliz sem ele, comigo não há mais hipotece, hipoteces só haverá uma, ou talvez duas ou tres, mas agora resta saber que guardo tudo numa caixa e pode ser que um dia ela se abra de novo, não prometo, nem ele me promete *

    "és demasiado tudo, só preciso de ti, de sermos o que somos. "
    Se assim queres, assim será.

    ResponderEliminar
  12. Obrigada!

    Tu escreves muito bem :)

    ResponderEliminar
  13. Muito bom!
    http://compromissocomoacaso.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  14. ADORO Sara, adoro mesmo *.*

    ResponderEliminar